Brasil
|  ISTOÉ Online |  23.Jan.12 - 15:41 |  Atualizado em 14.Mai.15 - 07:13

Graça Foster será indicada para presidência da Petrobras

José Sérgio Gabrielli, atual presidente, deve integrar equipe de governo da Bahia

Agência Brasil

1300MC110.jpg 

A atual diretora de Gás e Energia da Petrobras, Maria das Graças Silva Foster, deve assumir a presidência da empresa em substituição a José Sergio Gabrielli. Oficialmente, o nome de Graça Foster deve ser indicado no próximo dia 9. A informação foi confirmada nesta segunda-feira (23), por meio de nota oficial, divulgada pela assessoria da petrolífera.

De acordo com o comunicado, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, que também é presidente do Conselho de Administração da Petrobras, deve encaminhar no dia 9 de fevereiro, em reunião, a indicação da atual diretora de Gás e Energia para o comando da empresa. “Uma vez que o assunto em questão seja aprovado pelo conselho [de Administração da Petrobras], a companhia [Petrobras] dará ampla divulgação do fato”, informa o comunicado oficial da empresa.

Graça Foster conta com a confiança e o apoio da presidenta Dilma Rousseff. No final do ano passado, ela foi uma das poucas integrantes da comitiva presidencial que participou de reuniões políticas e econômicas de Dilma em Bruxelas, na Bélgica.

Gabrielli

O governador da Bahia, Jaques Wagner (PT) confirmou nesta segunda-feira, em entrevista à TV Aratu, afiliada do SBT no Estado, que espera que o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, integre sua equipe de governo já a partir do próximo mês.

Gabrielli telefonou para o governador baiano por volta das 10 horas da manhã desta segunda-feira para informar oficialmente que deixaria o comando da estatal no início de fevereiro, no dia 12 ou 13. "O convite está feito", respondeu Wagner.

O governador diz ainda não ter escolhido para qual secretaria Gabrielli será convidado. As especulações indicam que o executivo deve ter como destino a secretaria da Fazenda, já que o atual secretário, Carlos Martins, deverá se afastar do cargo para disputar a prefeitura de Candeias, na região metropolitana de Salvador. Outra aposta é de que Gabrielli vá para a secretaria do Planejamento, que poderia ser desocupada depois de um remanejamento de pastas.




publicidade