Seu bolso
|  ISTOÉ Online |  30.Nov.11 - 11:30 |  Atualizado em 17.Dez.14 - 18:23

Desemprego nas 7 principais cidades brasileiras cai a 10,1%

Na Europa tendência de alta coloca falta de trabalho no mesmo patamar brasileiro

AE

000_Par6685186.jpg 

A taxa de desemprego nas sete regiões metropolitanas que fazem parte da Pesquisa de Emprego e Desemprego (PED), realizada pela Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados (Seade) e pelo Departamento Intersindical de Estatísticas e Estudos Socioeconômicos (Dieese), apontou queda, ao variar de 10,6% em setembro para 10,1% em outubro. Este é o primeiro recuo após seis meses de relativa estabilidade.

A queda também foi observada na comparação anual, uma vez que, em outubro do ano passado, a taxa estava em 10,8%. O total de desempregados no conjunto das regiões sete regiões, em outubro, foi estimado em 2,240 milhões de pessoas, 122 mil a menos que no mês anterior. Foram geradas em outubro 66 mil ocupações. A pesquisa foi realizada nas regiões metropolitanas de Belo Horizonte, Fortaleza, Porto Alegre, Recife, Salvador, São Paulo e Distrito Federal.

O rendimento médio real dos ocupados cresceu 1,0% em setembro ante agosto, passando para R$ 1.387. No mesmo período, a massa de rendimento dos ocupados registrou aumento de 1,9%. Na comparação com setembro de 2010, o rendimento médio real diminuiu 3,8% e a massa de rendimentos teve queda de 1,9%.

Na Europa, desemprego sobe

O número de pessoas sem trabalho na zona do euro atingiu seu nível mais alto em outubro, segundo dados oficiais. Cerca de 16,294 milhões de pessoas estavam desempregadas, o maior número desde que os dados para os 17 países que usam o euro começaram a ser contabilizados em janeiro de 1995.

A leitura equivale uma taxa de 10,3% da força de trabalho da zona do euro, o porcentual mais alto desde junho de 1998. Em setembro, a taxa ficou em 10,2%. Os economistas tinham previsto uma taxa de 10,2%.

Os dados da Agência de Estatísticas da União Europeia (Eurostat) revelam os efeitos da crise da dívida da zona do euro, à medida que os governos elevam impostos e cortam gastos para reduzir seus déficits. 

pdabvxdknx

EM 19/02/2012 13:08:14

LUqtSl , [url=http://oqysmqjxbjao.com/]oqysmqjxbjao[/url], [link=http://ukdngucrddab.com/]ukdngucrddab[/link], http://zegjxfomdznj.com/


Dafne

EM 18/02/2012 01:56:38

diz:This site can be a sltrol-via for all the info you wished about this and didn?t know who to ask. Glimpse here, and you?ll definitely discover it.


Philinda

EM 15/02/2012 17:57:56

Thanks for spending time on the computer (writing) so otehrs don't have to.





publicidade