Cinema
|  N° Edição:  2192 |  11.Nov.11 - 21:00 |  Atualizado em 19.Abr.14 - 11:45

No amor e na guerra

A Segunda Guerra Mundial nunca deixará de render bons temas à indústria cinematográfica

Laura Daudén e Marcos Diego Nogueira

Chave_Sarah_255.jpg

Assista ao trailer de Chave de Sarah, filme francês que
tem a Segunda Guerra Mundial como pano de fundo

CARTAZ_06_A_IE2191.jpg

 

 

 

A Segunda Guerra Mundial nunca deixará de render bons temas à indústria cinematográfica. O mais recente fruto desse filão é francês e vem sob a forma de um diálogo entre o passado e o presente. O que une os dois tempos é o histórico aprisionamento de 12 mil judeus em um velódromo de Paris, o Vel d’Hiv. É também a história da pequena Sarah (Mélusine Mayance), que, antes de ser levada de casa por agentes franceses, tranca o irmão menor em um armário e carrega consigo a chave. Sua história será reconstruída, aos poucos, pela jornalista Julia Jarmond (Kristin Scott Thomas), imbuída da tarefa de relatar o episódio de Vel d’Hiv. “A Chave de Sarah” foi baseado no livro homônimo de Tatiana de Rosnay.

maria amélia magalhaes oliveira

EM 20/12/2011 15:05:13

O filme foi extremamente bem feito.O autor do roteiro foi criteriosamente fiel ao livro,brilhante portanto.Este episódio da história francesa nunca poderá ser esquecido.O filme com certeza ajudará neste sentido.





publicidade