Comportamento
|  N° Edição:  2133 |  24.Set.10 - 21:00 |  Atualizado em 21.Set.14 - 10:27

Sorriso aberto

Celebridades com os dentes separados conquistam a indústria da moda e provam que a beleza (ufa!) não precisa ser perfeita

Paula Rocha

Os dentes separados da atriz Anna Paquin conquista a indústria da moda e prova que beleza não precisa ser perfeita. Clique no player e assista ao vídeo para saber mais:
dentes separados_site.jpg

 

 
 
img.jpg
 

 

Charme para uns, defeito para outros. O espaço entre os dentes, conhecido clinicamente como diastema, ainda divide opiniões, mas vem ganhando cada vez mais destaque como um símbolo de beleza autêntica. Na última Semana de Moda de Nova York, no início de setembro, uma das presenças mais aguardadas era a da holandesa Lara Stone, atualmente a top número 1 do mundo e o rosto da nova campanha da marca de roupas americana Calvin Klein. Lara estrelou um editorial de 12 páginas na revista “Vogue” América deste mês, deixando à mostra, em todas as fotos, seus dentinhos bem separados. Além dela, Georgia Jagger, filha do roqueiro britânico Mick Jagger, e a modelo Lindsay Wixson exibem seus pronunciados vãos dentais em capas de várias publicações e nos anúncios de grifes como Chanel, Miu Miu e Marc Jacobs. Elas se juntam à galeria de beldades da qual já faziam parte a atriz Brigitte Bardot, símbolo inquestionável de beleza e sensualidade desde os anos 60, as cantoras Jane Birkin, Madonna e Vanessa Paradis (mulher do ator Johnny Depp, vale lembrar) e, mais recentemente, a atriz canadense Anna Paquin, da série americana “True Blood”. Juntas, elas ajudaram a popularizar o look janelinha.
Graça à parte, nem todos os diastemas, no entanto, podem permanecer abertos. “Em alguns casos, essa distância pode facilitar traumas na gengiva e desestabilizar o alinhamento dos dentes”, explica a dentista Andrea Trajano, mestre em dentística e membro da Associação Paulista de Cirurgiões Dentistas (APCD). “Dependendo do diagnóstico, recomendamos o uso de aparelho ortodôntico, cirurgia de gengiva ou simplesmente a colocação de uma prótese.” Segundo um artigo publicado na revista brasileira “Dental Press”, cerca de 77% das crianças apresentam separação entre os dentes de leite e esse número cai para 7% na vida adulta. Entre os motivos que levam ao desenvolvimento do diastema permanente estão a hereditariedade, a diferença entre o tamanho do osso da boca e o tamanho dos dentes e o excesso de freio labial. 

Cerca de 77% das crianças apresentam separação entre os dentes de
leite e esse número cai para 7% na vida adulta


Muitas pessoas, porém, procuram a correção do vão apenas por razões estéticas, como, por exemplo, a candidata do Partido dos Trabalhadores (PT) à Presidência, Dilma Rousseff. Em maio deste ano, já em campanha eleitoral, Dilma recorreu aos serviços de um dentista para clarear e alinhar seu sorriso. A correção do jogador de futebol Ronaldo, em 2008, foi mais complexa e envolveu cirurgia para diminuição do freio labial, que impedia seus dois dentes da frente de se encostarem. “Muitos homens pedem para fechar o diastema porque não querem parecer frágeis”, conta Andrea. “Notoriamente, os dentes separados transmitem um ar infantil.” Em janeiro deste ano, o auxiliar financeiro César Augusto, dono de um sorriso aberto há 23 anos, decidiu colocar um aparelho fixo para corrigir o que considerava ser um pequeno defeito. Depois de quatro meses de uso, o incômodo e a dor foram tão grandes que ele desistiu da ideia. “Percebi que essa característica faz parte da minha identidade e hoje acho meus dentes separados um charme”, diz. Ainda bem que a moda concorda com ele.

img1.jpg

TNhNMBVY

EM 24/06/2012 18:27:43

test_clean_base1.txt;1;1


CrJehgZFwTe

EM 24/06/2012 18:10:28

test_clean_base1.txt;1;1


mojdYPcVjxphK

EM 24/06/2012 15:06:12

test_clean_base1.txt;1;1


jnzyRvtQ

EM 24/06/2012 14:51:10

test_clean_base1.txt;1;1


sBDXZwgdCVcTe

EM 07/02/2012 12:58:18

ap.txt;5;10





publicidade