Gisele Vitória
Gisele Vitória é jornalista, diretora de núcleo das revistas ISTOÉ Gente, ISTOÉ Platinum e Menu e colunista de ISTOÉ

Fafá 4.0

Paulo Borges, diretor do São Paulo Fashion Week, dirigirá e fará a concepção do show de 40 anos de carreira de Fafá de Belém, que estréia em 12 de agosto, em São Paulo

Paulo Borges, diretor do São Paulo Fashion Week, dirigirá e fará a concepção do show de 40 anos de carreira de Fafá de Belém, que estréia em 12 de agosto, em São Paulo. A foto de Fabio Bartelt, ao lado, para o novo disco já teve a sua mão. 

***
Paulo ainda conceberá um DVD, um documentário e um livro sobre a cantora. “Resgataremos suas raízes e traremos uma nova Fafá, autêntica, fresca e mais moderna, olhando para o futuro”, diz o diretor do SPFW. Ele está também à frente de shows de Alice Caymmi e Carlinhos Brown. “A música entrou por acaso na minha vida, assim como a moda”. 
***
Nada de Hino Nacional, marca de Fafá nas “Diretas Já”, política ou religião. O show tem 10 canções inéditas gravadas pela Joia Moderna, de Zé Pedro, e 7 clássicos como “Cavalgada” e “Seu Bilhete”. 
***
“Fafá vendeu 40 milhões de discos. Já foi sinônimo de Fusca no Brasil”, diz ele, que viu Fafá cantar pela primeira vez aos 15 anos em sua terra, São José do Rio Preto (SP). A cantora está exultante: “Meu queridíssimo Paulo me devolveu a vontade de me deixar ser dirigida e ensaiar. Vi pela internet o show da Alice Caymmi e viajei! Vamos sonhar e voar".

PIC_Gente.jpg

A rainha voa com avião made in Brazil

Os laços da Rainha Elizabeth II com o Brasil estão pelos ares. O jatinho privado que tem transportado a rainha da Inglaterra é fabricado pela Embraer. Elizabeth e o Príncipe Phillip voaram na semana passada para a Alemanha num Embraer Legacy 600, com capacidade para 13 passageiros.

GENTE-04-IE.jpg

Balas

FHC em cruzeiro no mediterrâneo 
FHC viaja de férias e só volta no final de julho. Fará um cruzeiro pelo Mar Mediterrâneo com a mulher, Patrícia Kundrat, e casais amigos.

Design e gastronomia 
O artista visual Kiko Sobrino foi escolhido para, ao lado da chef Carla Pernambuco, criar um prato artsy para a Chef’s Table, nova foodie-série da Netflix, que dá à alta gastronomia o status de arte. Estavam na disputa artistas como OsGêmeos e Nina pandolfo.

"Está na hora de  alguém assumir" 

Nomeada pela presidente Dilma como presidente do Conselho Público Olímpico, que supervisiona os preparativos para os jogos de 2016 no Rio, Luiza Helena Trajano falou com exclusividade à coluna, em evento com 300 executivas do grupo Mulheres do Brasil. “Pensei muito e aceitei. Nem avisei meus filhos porque eles iam ser contra. Assumi essa coordenação porque estava no momento em que eu tinha que assumir alguma coisa no Brasil”, explicou a empresária, dona do Magazine Luiza. “Nunca mais teremos a chance de mostrar uma abertura de Olimpíada. Está maravilhosa, mas não posso contar. Só eu tô sabendo e mais três pessoas.”, sorri Luiza. “Eu falei para o Nuzman: ‘To trabalhando demais, então eu quero ver.’” Luiza já era vice-presidente do Conselho Rio 2016 há três anos, comandado por Carlos Arhur Nuzman., presidente do Comitê Olímpico Brasileiro. “Vou acumular essa outra função: vou ser presidente do Conselho Público Olímpico, que nada mais é do que juntar todo mundo para organizar as coisas.”

GENTE-02-IE.jpg

 

ISTOÉ – Por que decidiu aceitar o cargo de autoridade olímpica?
Luiza Helena Trajano – 
É um cargo que eu já estava fazendo de fato. De direito ia ser melhor. Faz três anos que eu acompanho o cronograma. Estou no Comitê Olímpico há 3 anos, como vice-presidente, gratuitamente. Sou voluntária. O Nuzman me procurou: “Luiza, quero uma mulher no conselho e gostaria que você fosse.” E eu pensei: nunca mais vou viver uma experiência dessas. Lá, não tenho nada a ver com esporte, mas com a montagem da estrutura, com gestão. É uma coisa que não dá para imaginar. Tem até a ambulância do cavalo. O esporte é uma grande coisa para a educação do País. É o maior espetáculo do mundo. E haverá um legado. Já temos 210 países inscritos. É nessa estrutura que ajudo. Nem sabia que a Autoridade Pública era importante assim, ligando os governos e o Comitê Olímpico para fazer acontecer. Estava fazendo esse papel sem saber que existia.

ISTOÉ – O que a sra. acredita que vai ser o maior desafio?
Luiza – 
O que está mais difícil é a comunicação do que representa uma Olimpíada, do que é o Rio 2016, do que é COB, do que é Autoridade Olímpica. Isso não tem nada a ver com verba. Vai custar R$ 8 bilhões a montagem das Olimpíadas. E não tem um ‘cruzeiro’ do governo. Só que ninguém sabe. É tudo patrocínio. As obras estão em dia, a gente já arrumou os patrocínios.

ISTOÉ – As obras estão em dia?
Luiza –
 Estão. O cronograma não é mal. Vamos fazer os primeiros testes. Londres teve mais problemas do que nós. Não estou falando de Metro, de obras públicas. Não são obras do governo, foram prédios construídos pelas construtoras que venderam e o comitê olímpico está pagando aluguel até 2017. Depois nos devolvemos e vai virar apartamento. Nunca houve um quarto para dois atletas. Tem outro legado, que vai ser uma escola.

ISTOÉ – Como a sra. lidará com as dificuldades no ambiente em que o Brasil vive?
Luiza – 
Não sofro por antecipação. Lido com meu propósito. Meu propósito é ajudar o Brasil, eu não tenho outro. Não vou trabalhar com dinheiro. Se fosse, nem iria. Só junto os órgãos e cobro o cronograma da Carta de Intenções Olímpica. Já juntei todo mundo na mesma sala, a presidente, o prefeito, o governador. Só que agora eu tenho um papel oficial.

ISTOÉ – Está pronta para eventuais críticas?
Luiza – 
Você nunca tá pronta. Mas a minha intenção é tão forte e maior do que qualquer coisa que vier até mim, eu vou saber. O Magazine Luiza não vai ganhar nada com isso. Eu não vou ganhar nada.

ISTOÉ – A sra. não teme ficar associada ao momento duro que o governo enfrenta?
Luiza– 
Posso até achar que podem associar, mas eu vou ter medo de enfrentar uma coisa que é para o Brasil? Só porque vou ficar associada? Está na hora de alguém assumir algumas coisas. Porque senão ninguém vai assumir nada, porque fica com medo de tudo. Agora, medo você tem? Tenho. Mas, entre ter medo e assumir, eu pensei bem e assumi. 

Grávida Bombshell

A gravidez nem de longe lhe tira o furor de exibir suas opulentas curvas como uma autêntica bombshell tamanho plus size. E os flashes só aumentam. Nada roupas compostas para gestantes. A socialite americana Kim Kardashian mostrou tudo que tinha direito durante o Cannes Lion 2015, festival internacional de propaganda em Cannes. Kim está grávida de um menino. A mulher de Keny West revelou o sexo do seu segundo filho em seu perfil no Instagram.

PIC_Gente2.jpg

Fotos: Fábio Bartelt (Fafá de Belém); Iara Morselli/ estadão conteúdo (Luiza Helena Trajano); kim Kardashian Lionel Cironneau/AP Photo


publicidade