Gisele Vitória
Gisele Vitória é jornalista, diretora de núcleo das revistas ISTOÉ Gente, ISTOÉ Platinum e Menu e colunista de ISTOÉ

Cannes de salto alto

Antes da polêmica de "Love", o filme de Gaspar Noé com sexo explícito em 3D, o Festival de Cannes teve de se desculpar pela polêmica do salto alto

Antes da polêmica de “Love”, o filme de Gaspar Noé com sexo explícito em 3D, o Festival de Cannes teve de se desculpar pela polêmica do salto alto. Exigido no Red Carpet, os saltos estiveram à altura dos 10 e 12 cm, cumprido à risca pelas musas do cinema e pelas celebridades como Paris Hilton, que também aderiu às transparências da temporada. Mesmo as veteranas Uma Thurman e Andie Macdowell, que entristeceram os fãs com desnecessárias intervenções cirúrgicas em seus rostos irretocáveis, nem pensaram em abrir mão do ítem obrigatório. Mas a segurança do evento sentiu-se desafiada pela produtora Valeria Richter, que tem um pé parcialmente amputado. Ela foi parada quatro vezes porque estava usando sapatos baixos quando entrava para ver o filme de Gus Van Sant, “The sea of trees”, com Matthew McConaughey. A polêmica cresceu tanto nas redes sociais que o diretor artístico do festival, Thierry Frémaux, precisou fazer um mea culpa. “Talvez tenha havido excesso de zelo”, disse. A segurança do Festival ainda teria impedido a entrada de convidadas com sapatos baixos no horário da exibição do filme “Carol”, estrelado por Cate Blanchett.

01.jpg

Aniversário em grande estilo

Depois de passar a semana entre Cannes e Montecarlo, Luiza Brunet comemora seus 53 anos no domingo 24 assistindo de camarote ao GP de Mônaco de F-1. Ela torcerá pelos Felipes (Massa e Nars) direto do barco do namorado, o empresário Lírio Parisotto. “Fazia tempo que não comemorava em grande estilo”, diz Luiza. “Os motores estão 100% aos 53.” Luiza e Lírio estiveram no baile da amFAR Cannes no hote l du Cap Eden Roc, em Cap d’Antibes. A foto foi enviada por ela mesma para a coluna.

 

GENTE-A-IE.jpg

O mediador e a heroína

William Ury, especialista top em mediação de conflitos internacionais, passou por São Paulo para o almoço da ONG Caminhos de Abraão, presidida no Brasil pelo empresário Alexandre Chade. O professor de Harvard apresentou seu livro “Como Chegar ao Sim com Você Mesmo” (Editora Sextante). Na obra, ele conta, entre outras histórias, como ajudou Abílio Diniz nas negociações com o grupo Casino para sua saída do Pão de Açúcar. À coluna, Ury disse que a mulher de Abílio, Geyse Diniz, foi a “heroína” da história.

02.jpg

***

“Abílio precisava ter clareza do seu maior objetivo e foi com Geyse que ele conversou muito. Depois foram só mais quatro dias”, simplificou Ury, que acaba de voltar da Ucrânia, onde tenta ajudar nas negociações para a paz naquele país. Foi de Geyse a idéia de chamá-lo para mediar o conflito com o ex-sócio Jean Charles Naouri, hoje página virada. “Assisti a uma palestra do Bill em 1998”, conta ela. Na época, nem era casada com o empresário. “Quando enfrentávamos aquela crise, tive essa luz. Pensei: se ele negociou até com as Farcs, há de ajudar nisso”. Com o apoio da filha, Ana Maria Diniz, Abílio acabou convencido. “Marcamos um jantar em casa e foi amor à primeira vista”, disse.

***

 

A chave para a solução foi responder à pergunta: o que você quer? “Abílio concluiu que queria liberdade e mais tempo”, diz Ury. Representando o marido no evento (ele voava para Paris), Geyse brincou: “Mais tempo? Abílio quer mais tempo para fazer mais coisas. Está a mil no Carrefour e na BRF”. O zum-zum-zum no almoço: a viagem a Paris teria uma razão: Abílio estaria articulando com a família Moulin, dona da Galeries Lafayette, a aquisição do controle do Carrefour, hoje na mão de Bernard Arnault, da LVMH.

Terminou

O namoro da apresentadora Sabrina Sato com o humorista João Vicente de Castro acabou, mas pode ter volta. Eles estavam juntos desde 2013.

Gente-x.jpg

"Sou conservadora e romântica"

Fernanda Lima está no ar, em SuperStar, mas não há quem não tenha saudades de seu outro programa, Amor&Sexo. Tanto que ela já negocia uma nova temporada. “Foi meu grande momento e uma ousadia da Globo bancar a sexualidade na TV aberta. A gente sabe que toda a família assiste. Nunca tivemos nenhuma ressalva”, diz a apresentadora, capa da TOP Magazine. Mas como falar de sexo sem cair na vulgaridade? “Sempre fiz o programa pensando em como eu conversaria com meus pais. Sem tabus. E é claro que a gente não toca em bizarrices”. Musa de assuntos quentes, ela diz que não é tão liberal assim. “Sou absolutamente conservadora e romântica... Agora, óbvio que o sexo tem variações. Tem dia que é olho no olho, tem dia que quero que me jogue na parede mesmo!”, revela a esposa do ator Rodrigo Hilbert. “Sou casada há 15 anos, sinto-me privilegiada e desejada. Sexo com amor é bom para caramba”. Aos 37 anos, Fernanda é mãe dos gêmeos João e Francisco. “Foi sensacional parar de olhar para meu umbigo e cuidar de duas empresinhas novas. Eles não vêem novela ou jornal. Aliás, nem meus programas”, diz Fernanda, fotografada por Ale de Souza.

GENTE-5-IE.jpg


publicidade