Gisele Vitória
Gisele Vitória é jornalista, diretora de núcleo das revistas ISTOÉ Gente, ISTOÉ Platinum e Menu e colunista de ISTOÉ

Na novela, na música e na literatura

Em poucos capítulos, Carol Castro brilhou na novela "Velho Chico". Arrancou elogios da crítica em cenas intensas que protagonizou com Rodrigo Santoro. "Foi um divisor de águas", diz Carol

Em poucos capítulos, Carol Castro brilhou na novela “Velho Chico”. Arrancou elogios da crítica em cenas intensas que protagonizou com Rodrigo Santoro. “Foi um divisor de águas”, diz Carol. Agora, os sorrisos são para o novo namorado, o violinista Felipe Prazeres. “Estou bem feliz”, confessa. Inspirada, anda até se aventurando pelo universo da música. “Estou aprendendo piano e continuo as aulas de canto, que já fazia para a novela”.

GENTE-04-IE.jpg

O casal participa, em junho, do VI Circuito BNDES Música Brasilis, no qual ele toca e ela recita cartas da princesa Leopoldina - que assinou o decreto de independência do Brasil - em concerto na Sala Cecília Meireles, no Rio e na FLIP (Festa Literária Internacional de Paraty). “É diferente de tudo que já fiz. Lerei o trecho de sua carta da Independência a D. Pedro I”, conta a atriz.

2342 e 171

Piada do deputado Heráclito Fortes (PSB-PI) para Bruno Araújo (PSDB-PE), saudado com selfies e aplausos no Fórum Empresarial do Lide, em Foz do Iguaçu, por ter sido o deputado 342 que definiu o impeachment na Câmara: “Toma cuidado porque 342 dividido por dois é igual a 171”. A brincadeira arrancou risos do anfitrião João Doria Jr: “Esse é amigo, heim?” Bruno Araújo lembrava que a ideia do impeachment nasceu há um ano em reuniões na casa de Fortes, das quais participava.

 

GENTE-03-IE.jpg

Reunião

Flagrante do senador Romero Jucá analisando propostas do economista Paulo Rabelo de Castro, no Fórum empresarial do Lide, em Foz do Iguaçu. “Ajuste é palavra horrorosa. Imposto? Só se for para reduzir. A gente quer transformação”, diz Castro. Ele estava na bolsa de apostas para compor o time econômico de Temer.

GENTE-05-IE.jpg

Bala

Tema Traumático
Fernando Collor de Mello enviou carta aos colegas do Senado explicando seu recolhimento. Disse que impeachment é um tema “traumático” para ele. Assim como encaminhou a Michel Temer um plano de recuperação nacional, Collor enviou aos senadores suas sugestões para recuperação da crise. “São ideias já sabidas, o beabá”, comentou um influente senador da comissão que analisa o Impeachment. 

Moda em cena

A jornalista Alexandra Farah lança o livro “101 Filmes para Quem Ama Moda” (Editora SENAI-SP). A obra é dividida em quatro blocos: grandes estilistas, documentários, cinema brasileiro e musicais. “Há referências fashion interessantíssimas no cinema brasileiro. Se você observa a palheta de cores do figurino de ‘Dona Flor e seus dois Maridos’, nota que é fascinante a ideia de moda neste clássico do nosso cinema”, conta Alexandra.

GENTE-LIVRO.jpg

O fator Gilmar

Ter o ministro Gilmar Mendes na presidência do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) é o que tem tranquilizado os oposicionistas na fé de que Michel Temer terá seu processo desmembrado nas investigações de irregularidades na chapa que elegeu a presidente Dilma Rousseff. “A questão da inclusão de provas da Lava Jato é um complicador, mas o descomplicador político do TSE se chama Gilmar Mendes”, diz um cacique da oposição. “Ele não vai matar todos os leões num dia só. Assim, vão entupir o País. Ele vai pelo rumo da sensatez e terminará separando os processos.” 

 

GENTE-08-IE.jpg

Xingu na Avenida

Os 55 anos do parque do Xingu, os índios e o legado de OrlandoVillas Boas e seus irmãos ganharão o sambódromo carioca em 2017. Este será o tema do enredo da escola de samba carioca Imperatriz Leopoldinense para o Carnaval. "A mística Xinguana, - o clamor que vem da floresta" ganha festa no museu do Indio, no Rio, em maio, com presença de etnias do Xingu. "Vivemos um momento triste no País, com essa bagunça na política, uma falta de amor e respeito com o próximo. Um dia essa terra foi administrada pelos índios, grandes exemplos de como preservar a terra", diz o carnavalesco Cahe Rodrigues."Não tem como citar os índios e não contar a história de amor dos Villas boas com esses povos. Que outros Villas Boas apareçam para lutar pelos indígena."

GENTE-06-IE.jpg

Garoto-propaganda

Ainda estaria marcada para o dia 4 de maio a gravação do comercial em que Henrique Meirelles aparece como garoto-propaganda do banco Original, controlado pelos mesmos donos da gigante de alimentos JBS. Favorito como o ministro da Fazenda do eventual governo Temer, Meirelles é presidente do conselho da holding J&F. Animado com o relançamento do banco, ele havia topado ser o rosto da instituição. A gravação foi adiada, mas permanecia de pé. Há um mês, quando começaram os rumores de que o executivo seria ministeriável, Joesley Batista teria provocado Meirelles, na brincadeira. Lembrou que havia lhe entregado um banco para cuidar e perguntou se ele o abandonaria para ser ministro da Fazenda. Com o mesmo humor, Meirelles teria respondido que abriu mão de tentar ser presidente da República para cuidar da insituição. Em 10 dias, o País saberá como o impasse foi resolvido. 

GENTE-07-IE.jpg

O segredo dos seus cachos 

Julia Konrad fincou raízes no Rio para viver a vilã Ciça em ‘Malhação: Seu Lugar no Mundo’, na TV Globo. Por causa dos cabelos cacheados, a atriz e cantora de 25 anos, que nasceu no Recife e já morou em Buenos Aires e em Nova York para estudar teatro, disparou no ranking da Central de Atendimento ao Telespectador (CAT). Seus belos cachos e segredo deles estão entre os 10 mais pedidos pelas telespectadoras, no mesmo patamar dos cabelos de Juliana Paes, Fátima Bernardes e Flavia Alessandra. “Ser uma referência hoje é muito especial.”  

 

GENTE-01-IE.jpg

Fotos: Pino Gomes (CArol Castro); Gustavo Rampini (Bruno Araújo); Renato Rocha Miranda/Globo  (Julia Konrad)


publicidade