• Receita Federal
  •   |  ISTOÉ Online
  •   |  22.Dec.14 - 18:33
  •   |  Atualizado em 22.Dec.14 - 22:47
Sem receitas de renegociação de dívidas, arrecadação cai 12,86% em novembro
Agência Brasil

Sem as receitas de renegociação de dívidas com instituições financeiras e multinacionais ocorridas no ano passado, a arrecadação federal apresentou queda expressiva em novembro. Segundo números divulgados há pouco pela Receita Federal, a arrecadação somou R$ 104,470 bilhões no mês passado, com queda de 12,86% em relação a novembro de 2013, descontada a inflação oficial pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA).

O principal responsável pela queda foi a renegociação de dívidas de instituições financeiras e de multinacionais com a União, em novembro do ano passado. A medida, que constou da reabertura do Refis da Crise, rendeu R$ 22,770 bilhões naquele mês. O volume não se repetiu neste ano, porque, na ocasião, as empresas tiveram de quitar 20% da dívida à vista para aderir ao programa.

Além do Refis da Crise, a queda da arrecadação pode ser explicada pelas desonerações de impostos e pelo baixo crescimento da economia.
 

Editorial
Obama faz história

O histórico reatamento das relações dos EUA com Cuba estabelece uma nova ordem no tabuleiro da diplomacia global. Como último resquício da Guerra Fria, o bloqueio político e econômico convertia a ilha de Fidel...


Últimas Entrevistas

Gilmar Mendes 19.Dez.2014
Cesar Cielo 12.Dez.2014



ISTOÉ Multimídia

Depois de 53 anos, EUA e Cuba retomam as relações diplomáticas. A repórter da ISTOÉ Mariana Queiroz Barbosa explica o que muda após essa reaproximação histórica dos dois países.

Ouça a música "Cores & Valores"

Ouça a música "Strange Fruit"


COLUNAS E BLOGS