• Desperdício
  •   |  ISTOÉ Online
  •   |  27.Ago.14 - 18:32
  •   |  Atualizado em 28.Ago.14 - 07:55
Perda de água chega a quase 40% nas maiores cidades do Brasil
Agência Brasil

A cada 10 litros de água tratada nas 100 maiores cidades do país, 3,9 litros (39,4%) se perdem em vazamentos, ligações clandestinas e outras irregularidades. O índice de perda chega a 70,4% em Porto Velho e 73,91% em Macapá. Os números são do Ranking do Saneamento, divulgado hoje (27) pelo Instituto Trata Brasil.

O estudo considerou a perda no faturamento, ou seja, a diferença entre a água produzida  e a efetivamente cobrada dos clientes. De acordo com o instituto, o indicador de referência para a perda de água por faturamento é 15%. Dos 100 municípios da lista, quatro têm nível de perda menor ou igual ao patamar. Em 11 deles, as perdas superam 60% da água produzida.

De acordo com o presidente executivo da entidade, Édison Carlos, as perdas se refletem diretamente na capacidade de investimento das empresas e podem comprometer a expansão e qualidade dos serviços. “Qualquer autoridade que pensa em saneamento como um negócio, teria que atacar as perdas”, acrescentou.

Editorial
MARINA FURACÃO

O imponderável entrou porta adentro da eleição com uma força capaz de mexer nas pesquisas e mudar o rumo das campanhas. Desde a semana passada, esse fator atende pelo nome de Marina Silva, substituta do...


Últimas Entrevistas

Ziraldo 22.Ago.2014
Tony Ramos 15.Ago.2014



ISTOÉ Multimídia

São Paulo volta a discutir o que deve fazer com o conjunto de viadutos no centro da cidade conhecido como Minhocão. Entenda as propostas sobre o futuro desse ícone paulistano.

Ouça a faixa "Retornado"

Ouça a música "É Corpo, É Alma, É Religião"

Ouça a música "Brand New"


COLUNAS E BLOGS