• Refinaria de Pasadena
  •   |  ISTOÉ Online
  •   |  16.Apr.14 - 14:56
  •   |  Atualizado em 17.Apr.14 - 00:43
Cerveró diz que não teve intenção de enganar ninguém
Agência Brasil

Acusado de omitir cláusulas importantes do documento que embasou a aquisição da Refinaria de Pasadena (EUA) pela Petrobras, o ex-diretor da Área Internacional da empresa Nestor Cerveró disse hoje (16) que não teve intenção de enganar ninguém. 

“Não há sentido enganar ninguém. A posição [sobre a compra] não é só minha, mas da diretoria do conselho que aprovou esse projeto. Não existem decisões individuais. Foi tudo baseado em consultorias e trabalhos técnicos de mais de um ano”, disse. 

Em audiência conjunta na Câmara, o ex-diretor da estatal disse que a compra da parte da refinaria que pertencia ao grupo belga Astra Oil custou metade do valor que tem sido divulgado e que foi equivalente ao que a Astra pagou. Pelas contas de Cerveró, além dos US$ 42 milhões pagos pela Astra, o grupo ainda teve custos de estoques, investimentos para adequação ao mercado consumidor dos Estados Unidos e adaptações às exigências ambientais, totalizando mais de US$ 360 milhões.

 

Editorial
LULA, O RETORNO 3

Lula voltou aos holofotes. Mais uma vez. Veio, de novo, socorrer a pupila Dilma; tentar estancar a sangria de popularidade do governo petista nas últimas pesquisas; e cobrar providências, ação e reação, mais...


Últimas Entrevistas

Felipe Massa 11.Abr.2014
Andrés Sanches 04.Abr.2014



ISTOÉ Multimídia

Acompanhe as dicas da especialista em chocolate Patricia Landmann, que explica como escolher o ovo de Páscoa ideal para sua família. Aprenda, também, o jeito correto de degustar essa iguaria.

Ouça a música "Brand New"

Ouça a música "Blue Moon" do novo álbum

Discurso de Miguel Arraes em 31 de março de 1964


COLUNAS E BLOGS