• Foragida
  •   |  ISTOÉ Online
  •   |  22.Jul.14 - 19:25
  •   |  Atualizado em 22.Jul.14 - 20:34
Advogada que pediu asilo se diz abandonada pelos amigos
Terra

O discurso ferrenho-ativista das manifestações desde junho do ano passado deu lugar ao medo e nervosismo na vida da advogada Eloísa Samy, uma das 23 pessoas indiciadas no inquérito da Polícia Civil do Rio de Janeiro e uma das 18 consideradas, hoje, foragidas.

A medida de procurar o Consulado Geral do Uruguai numa tentativa frustrada de pedir asilo político, na última segunda-feira, reflete o estado de espírito de alguém que se diz abandonada pelos amigos de longa data e que hoje, sem vínculo efetivo com nenhum coletivo de advogados, está sem dinheiro e ainda sofre com o preconceito de ver o seu nome envolvido em formação de quadrilha. “Eu estou pedindo socorro mesmo”, disse ao Terra, num encontro pouco depois de chegar ao consulado uruguaio para tentar deixar o Brasil.

Após deixar o complexo penitenciário de Bangu, na semana passada, o habeas corpus que a liberou foi substituído por um pedido de prisão preventiva aceito pela Justiça após a denúncia formal do Ministério Público (MP-RJ).

 
Editorial
POLÍTICA E ELEIÇÃO: NADA A VER

Definitivamente a grande dúvida que toma corações e mentes de analistas e políticos às vésperas de eleições está sanada: a Copa do Mundo não influencia votos por aqui ? nem a favor, nem contra ? e, portanto, é...


Últimas Entrevistas

Marcos Lisboa 18.Jul.2014
Daniel Passarella 11.Jul.2014



ISTOÉ Multimídia

Canteiros com verduras e legumes transformam terrenos vazios ou degradados em espaços que produzem alimentos para a comunidade. Conheça as hortas urbanas de São Paulo.

Ouça a música "É Corpo, É Alma, É Religião"

Ouça a música "Brand New"

Ouça a música "Blue Moon" do novo álbum


COLUNAS E BLOGS