• Trapalhada americana
  •   |  Edição:  2344
  •   |  24.Oct.14 - 14:56
  •   |  Atualizado em 25.Oct.14 - 11:19
Trapalhada americana
por Antonio Carlos Prado e Elaine Ortiz

Ao lançar de aviões na semana passada armamentos e munições para combatentes curdos que enfrentam militantes do grupo radical Estado Islâmico na cidade de Kobani, a força aérea dos EUA protagonizou uma grande trapalhada. As armas jogadas foram parar indevidamente nas mãos dos jihadistas, e no dia seguinte à operação o constrangimento foi ainda maior quando integrantes do Estado Islâmico divulgaram um vídeo exibindo o material bélico americano por eles recolhido – nele agradecem ironicamente os EUA pelos lotes enviados. O Pentágono admitiu o erro, o que não contribui em nada para conter o avanço dos fundamentalistas na Turquia. O presidente turco, Recep Tayyip Erdogan, condenou a ação americana não somente pelo erro, mas também pela estratégia de armar os curdos. A situação de Erdogan é, portanto, bastante complicada: ele precisa dos curdos como aliados para frear o Estado Islâmico, mas, ao mesmo tempo, não os quer bem aparelhados porque os teme na guerra separatista.

Editorial
A CALÚNIA COMO ARMA DE DESTRUIÇÃO

Foram dias de massacre de reputações sem precedentes. Para se manter no poder, os articuladores da candidata Dilma Rousseff adotaram o que chamaram de estratégia de desconstrução do adversário cuja essência era...


Últimas Entrevistas

Rosely Sayão 24.Out.2014
Ferreira Gullar 17.Out.2014



ISTOÉ Multimídia

A Editora Três realizou a 1ª edição do Prêmio ISTOÉ Empresas+Conscientes no Rosa Rosarium,na capital paulista. Confira os vencedores


COLUNAS E BLOGS