• Movimentação ilegal
  •   |  ISTOÉ Online
  •   |  20.Oct.14 - 17:58
  •   |  Atualizado em 21.Oct.14 - 10:50
Deutsche Bank pagará R$ 44 mi a São Paulo por causa de Maluf
Terra

A Justiça de São Paulo homologou, na última sexta-feira, um acordo firmado entre o Ministério Público do Estado e o banco alemão Deutsche Bank. O banco se comprometeu a pagar US$ 20 milhões (cerca de R$ 48,9 milhões) para evitar uma ação judicial, por ter sido usado nas movimentações financeiras ilegais do deputado federal Paulo Maluf e de seus familiares.

A decisão é resultado de um inquérito civil, instaurado em 2001, sobre os desvios de verbas ocorridos durante a construção do Túnel Ayrton Senna e da Avenida Água Espraiada, atual Roberto Marinho. Também está envolvida no inquérito a remessa de valores para o exterior feita durante a gestão de Paulo Maluf na administração municipal, entre 1993 e 1996.

Editorial
DE ONDE VEM O GOLPE?

A visível decadência moral do Estado ganhou contornos assombrosos quando a própria presidenta da República, Dilma Rousseff, veio a público para chamar de ?golpe? a divulgação dos depoimentos de delatores sobre o...


Últimas Entrevistas

Ferreira Gullar 17.Out.2014
Leonidas Donskis 10.Out.2014



ISTOÉ Multimídia

Nesta semana, um clarão no céu da região metropolitana de Recife chamou a atenção de moradores. Segundo a Sociedade Astronômica, o fenômeno pode ter sido causado por um ou mais meteoros. Confira o vídeo.


COLUNAS E BLOGS